O Chicago White Sox tem sido um circo neste ano. Ainda na pré-temporada, um jogador se aposentou porque não podia mais levar seu filho com o time o tempo todo. O anúncio desencadeou brigas no vestiário. Depois, a equipe começou o campeonato surpreendentemente bem e, no que caiu de rendimento, já se cogitou a demissão do técnico Robin Ventura. Nesta semana, veio o escândalo das camisas.

Chris Sale, arremessador titular da Liga Americana no All-Star Game, se negou a entrar em campo no último sábado com um uniforme retrô. O problema é que a camisa é muito larga e, segundo o jogador, afeta sua mecânica (e, consequentemente, seu desempenho). Ele ficou tão revoltado por não ter seu pedido de troca de kit atendido que começou a cortar as camisas dos companheiros para que ninguém pudesse usar a camisa.

O jogador foi suspenso por cinco jogos e multado, mas o time seguiu vencendo. O que inspirou um torcedor a decorar seu uniforme da única maneira possível no clássico contra o Chicago Cubs: ferido e remendado, mais ainda ativo.