A segunda semana de dezembro significa o paraíso para os gerentes gerais do beisebol. Os diretores se encontram durante alguns dias para as reuniões de inverno (winter meetings, como é chamado em inglês) e entre muita conversa e negociação geralmente vários jogadores trocam de uniformes. São horas mais agitadas até mesmo que o último dia de trocas da temporada regular.

VEJA TAMBÉM: Card do filme Bull Durham é uma novidade que nenhum colecionador de beisebol pode perder

Para isso, separamos alguns jogadores importantes que estão muito especulados e que deverão sair de suas respectivas equipes nesta semana. E tem muita gente boa nessa lista.

Carlos González é um dos mais procurados

O Colorado Rockies está reconstruindo o elenco, e isso é claro. Negociaram o seu melhor jogador no meio da temporada, Troy Tulowtizki, mesmo ele não querendo. Depois que o shortstop saiu, Carlos González se tornou o mais procurado e várias ofertas já foram feitas (nenhuma que agradou a franquia).

Saudável, é sem dúvida um dos melhores rebatedores de campo direito da liga, ainda tem 30 anos, já venceu a Luva de Ouro e acabou de rebater 40 home runs na temporada. Para um time como Los Angeles Angels teria muito sentido, mas quem quiser tirá-lo de Colorado terá que abrir mão de muitos atletas jovens e de potencial.

James Shields provavelmente não fica em San Diego

O plano de competir alto falhou para o San Diego Padres. Craig Kimbrel já fez suas malas para Boston e a franquia não tem grana ou atrativo para renovar com Justin Upton. Assim, é bem provável que o desmanche continue por lá e James Shields é um jogador bem cotado para tal.

Arremessador muito sólido e resistente, é um dos jogadores que raramente fica abaixo da marca das 180 entradas e qualquer time precisa de um abridor assim. Não é dos mais talentosos, mas para um concorrente ao título como o Los Angeles Angels faz muito sentido. Chicago White Sox também pode estar na briga, e assim como Colorado, o time de San Diego procura por prospectos para preencher a categoria de base.

A novela José Fernández

Por incrível que pareça o Miami Marlins mostra indícios fortes de que o seu melhor arremessador, José Fernández, pode estar de saída. Aos 23 anos, é um dos melhores jogadores do mundo e voltou da série cirurgia Tommy John jogando muito bem. É o ace que a maioria das franquias queriam ter, e mesmo assim está no mercado.

Entre os principais concorrentes, o Los Angeles Dodgers aparece como um time bem interessado, até porque tem muitos prosepctos que agradam os Marlins. Seria uma burrada trocá-lo, mas aprendemos a não duvidar da fraca diretoria de Miami.

Outro arremessador jovem no mercado é o bom Shelby Miller

Shelby Miller mostra muito potencial para se tornar um grande arremessador, mas Atlanta tem planos para trocá-lo (John Amis/AP)

Shelby Miller mostra muito potencial para se tornar um grande arremessador, mas Atlanta tem planos para trocá-lo (John Amis/AP)

Entre os times em reformulação, o Atlanta Braves é um deles. A equipe pensa longe, em 2017, quando irá inaugurar o novo estádio. Até lá, eles juntar o máximo de talento jovem possível e estão dispostos a negociar um arremessador novo e de qualidade para tal. Aos 25 anos, Miller teve uma campanha muito boa e pela terceira temporada seguida impressionou no montinho.

Vários times estão de olho em Miller, incluindo o New York Yankees. Faria muito sentido para os nova-iorquinos ir atrás de um jogador desse calibre para preencher uma lacuna grande da rotação.

Milwaukee Brewers e Cincinnati Reds querem se livrar de veteranos

Os dois lanterninhas da divisão Central da Liga Nacional sabem que não dá para competir de igual com os três grandes da divisão (St. Louis Cardinals, Pittsburgh Pirates e Chicago Cubs). No mesmo tempo, resolveram entrar em modo de reconstrução do elenco e isso implica negociar os veteranos. Ambos times têm muitos jogadores de qualidade para tal.

Aroldis Chapman foi o primeiro sair na semana, acabou de ser negociado para os Dodgers. Outro em Cincinnati que está com os dias contados é Todd Frazier, terceira base de muita qualidade. Jay Bruce é outro que está longe de ser intocável no campo externo.

Para Milwaukee, dois veteranos chamam a atenção: Ryan Braun e Jonathan Lucroy. Eles já jogaram em alto nível e ainda estão em boa idade (32 anos e 29, respectivamente). O mais negociável é Lucroy, que tem contrato bem mais amigável e joga na posição de catcher – a mais importante entre os rebatedores.

Boston provavelmente ainda não fechou o elenco

Depois de adicionar dois jogadores elite em David Price e Craig Kimbrel, o Boston Red Sox ainda tem algumas lacunas a preencher, principalmente no fundo da rotação e no bullpen. A categoria de base deles é uma das mais recheadas de talento na liga, e o diretor Dave Dombrowski já mostrou inúmeras que não tem muito apego com os prospectos.

Não seria nenhuma surpresa se eles negociassem algum jogador novo por outro veterano que deverá contribuir logo. Gana para vencer e espaço na folha salarial são fatores decisivos que não faltam em Boston.


  • Mateus Avila Isidoro

    David Price faz Boston saltar muitos degraus na MLB. Mas a rotação titular eh ruim