Tom Brady abraça Kevin Faulk após conquistar título da AFC

O New England Patriots venceu o Baltimore Ravens por 23 a 20 na noite deste sábado pela decisão da AFC e está garantido no Super Bowl XLVI, que acontece no dia 5 de fevereiro, na cidade de Indianápolis. A vitória veio nos segundos finais da partida com o field goal para fora de Billy Cundiff de 32 jardas. Com 11 segundos restantes no relógio, Tom Brady ajoelhou na bola, decretando a classificação para a grande final do futebol americano pela 5ª vez na carreira – recorde para um quarterback titular, ao lado do ex-QB do Denver Broncos, John Elway.

LEIA TAMBÉM:
Patriots atropelam Tim Tebow e o Denver Broncos
Em jogo de fortes defesas ,Ravens batem os Texans
Veja análise das finais de conferência da NFL

Apesar de igualar o recorde de Elway e também o de Joe Montana de 16 vitórias na pós-temporada, Brady encontrou mais dificuldades contra a boa secundária dos Ravens, que o interceptou duas vezes ao longo da partida, a segunda em um longo passe em direção à endzone – por ser uma 1ª descida, não havia uma necessidade urgente de anotar o touchdown. O camisa 12 terminou o jogo com 22 passes completados em 36 tentativas, nenhum touchdown lançado, mas mostrou coragem ao pular a linha ofensiva, receber o tackle de Ray Lewis e anotar um touchdown corrido.

A defesa, que vinha sendo questionada, fez um ótimo trabalho contra Ray Rice e Ricky Williams durante o primeiro tempo, mas apresentou alguns buracos contra o passe – algo que Joe Flacco iria tentar explorar melhor do que no domingo passado, diante do Houston Texans.

Baltimore fez o jogo que precisava para ganhar a partida. Pressionou Brady, provocou turnovers e quando não conseguiu estabelecer o jogo corrido, Joe Flacco apareceu e deu conta do recado – mesmo com a interceptação. Com 22 passes completados em 36 tentativas, assim como Brady, o camisa 5 lançou para 306 jardas e dois touchdowns. A equipe ficou muito perto de levar o jogo para a prorrogação, mas viu as chances de ir para Super Bowl, o segundo na história da franquia, acabarem com o chute para fora de Billy Cundiff. Os Patriots esperam agora o vencedor de San Francisco 49ers x New York Giants.

O JOGO

Primeiro quarto: Defesas dominam o início de jogo

Em sua primeira campanha, Baltimore alternou jogadas, entre corridas e um passe, mas não avançou mais do que quatro jardas, sendo obrigado a devolver a bola. Se o ataque dos Ravens não apareceu no início do jogo, a secundária marcou presença e sem dar muitas chances de alvos abertos para Brady, forçou o punt dos donos da casa.

Com ambas as defesas jogando muito bem, New England não permitiu nenhuma primeira descida para Baltimore e aplicou o primeiro sack para cima do quarterback Joe Flacco. Liderados por Ray Lewis, os defensores dos Ravens conseguiram evitar o touchdown dos Patriots na campanha seguinte, mas não o field goal, inaugurando o placar no Gillette Stadium.

Como o ataque dos Ravens não conseguia produzir avanços, a defesa teria que forçar turnovers e foi o que aconteceu com a interceptação de Lardarius Webb em passe de Brady. Sem estabelecer o jogo corrido, Flacco soltou o braço e em um lançamento de 42 jardas, encontrou Torrey Smith, colocando o time em uma ótima posição de campo. Placar: 3 a 0 – Patriots.

Segundo quarto: Baltimore lança, New England corre

Logo no início, Baltimore estava a menos de 15 jardas da endzone, mas foi contido pela defesa dos Patriots. Os Ravens ficaram a menos de uma jarda da primeira descida, mas John Harbaugh fez a opção segura e decidiu o field goal, empatando o jogo em 3 a 3. Em sua primeira campanha do 2º quarto, New England surpreendeu com boas corridas de Green-Elis, dificultando a vida da defesa rival. Uma jogada depois de perder o capacete por conta de um facemask, Ellis cortou a linha defensiva do Baltimore pelo e meio e correu para marcar o touchdown de sete jardas.

Muito diferente do começo do jogo, Flacco, aparentemente mais confiante, começou a explorar os buracos na secundária dos Patriots e em três passes para 63 jardas, aliado com as corridas de Ray Rice, chegou ao touchdown, deixando tudo igual no Gillette Stadium em 10 a 10. Em resposta à boa campanha dos Ravens, Brady veio a campo, conectou passes seguidos, mas não conseguiu anotar o touchdown, ficando com o field goal.

Com pouco mais de dois minutos no relógio, Baltimore recebeu a bola para tentar pontuar antes de ir para os vestiários, mas não conseguiu pontuar. A cena a seguir foi surpreendente. New England poderia ir atrás de um field goal e ampliar a vantagem, porém, optou por ajoelhar na bola e deixar o tempo acabar. Placar: 13 a 10 – Patriots.

Terceiro quarto: Ravens forçam o turnover e viram o placar

No retorno do intervalo, New England manteve o ritmo, chegaram à redzone adversária, mas a exemplo do que aconteceu nas últimas campanhas ofensivas, parou na defesa do Baltimore, sendo obrigado a chutar o field goal e se contentar com três pontos. Para não deixar a desvantagem aumentar para mais de uma posse de bola, Baltimore entrou em campo precisando dos pontos e não só marcou, como virou o jogo ao anotar o touchdown. Flacco encontrou Smith, que escapou do tackle e pulou para a endzone.

Enquanto Flacco se mostrava decisivo no ataque, a defesa voltou a aparecer e forçou o fumble do running back Danny Woodhead em uma ótima posicão de campo – o segundo turnover dos Patriots no jogo. Sem o touchdown, a equipe visitante chutou o field goal e passou a liderar a partida em 20 a 16. Placar: 20 a 16 – Ravens.

Quarto quarto: Chute errado coloca Brady em sua 5ª final

Sem Growkowski, contundido no final do terceiro quarto, Brady começou a explorar mais passes para Welker e Hernandez. A poucas jardas da endzone dos Ravens, os Patriots não conseguiram o touchdown com as três primeiras descidas e em uma corajosa 4ª descida, o camisa 12 do New England pulou por cima da linha ofensiva para marcar mais seis pontos no placar e virar o jogo: 23 a 20. Com oito minutos no relógio, Baltimore começou a pensar no relógio e corria com sucesso, até que Flacco foi interceptado.

Com um turnover a seu favor, Brady tinha a chance de ampliar a vantagem no placar para duas posses de bola e ficar mais perto do Super Bowl, quando lançou um longo passe na primeira descida, que acabou desviado e interceptado na endzone dos Ravens. Para se manter no jogo, Baltimore teria que aproveitar o turnover e gastar o relógio. E não foi o que fez.

A equipe parou em uma 4ª descida para seis jardas, não conseguiu converter e devolveu a bola. Mais perto da vitória, a missão que segundos antes cabia aos Ravens, passou para os Patriots. E Tom Brady também não aproveitou. Com um minuto e 44 segundos, o Baltimore poderia empatar a partida com um field goal ou ir para o Super Bowl com o touchdown. Flacco encontrou Anquan Boldin em duas belas recepções e colocou sua equipe na posição para chutar o FG. A cobrança de 32 jardas parecia fácil, mas o kicker Billy Cundiff errou o chute, acabando com as esperanças de John Harbaugh. Brady ajoelhou e garantiu a passagem para a grande final do futebol americano pela 5ª vez na carreira – recorde da NFL ao lado de John Elway. Placar final: 23 a 20 – Patriots.