Estava tudo pronto. A torcida lotou o Consol Energy Center para ver mais uma vitória do Pittsburgh Penguins. Nada podia dar errado: os Pinguins dominavam o San Jose Sharks nas finais da Stanley Cup, lideravam a série por 3 a 1 e bastava vencer em casa para conquistar o título e comemorar com sua torcida. Bem, “nada podia dar errado”, exceto o goleiro Martin Jones fazer 44 defesas e ajudar o San Jose Sharks a fazer 4 a 2 e levar a série para o sexto jogo, na Califórnia.

Os Penguins continuam favoritos, mas talvez conquistem o título fora de casa. Sem problema, certo? Certo, mas aumentaria uma bizarra sina dos times da cidade de não levantarem troféus diante de seus torcedores desde 1960. E não foram poucos títulos: entre Steelers, Penguins e Pirates, são 11 conquistas. Dessas, as seis dos Steelers são compreensíveis porque a decisão da NFL é disputada em campo pré-definido e ela nunca foi em Pittsburgh. Mas os times da NHL e da MLB incrivelmente só fecharam títulos como visitantes.

Veja onde o torcedor de Pittsburgh comemorou títulos nos últimos 56 anos:

Pittsburgh Steelers

1975 – Nova Orleans
1976 – Miami
1979 – Miami
1980 – Los Angeles
2006 – Detroit
2009 – Tampa

Pittsburgh Penguins

1991 – Minneapolis
1992 – Chicago
2009 – Detroit

Pittsburgh Pirates

1971 – Baltimore
1979 – Baltimore

A última vez que um time de Pittsburgh foi campeão em casa foi em 1960. E foi uma das mais espetaculares: jogo 7 da World Series, os Pirates estavam perto do título, mas cederam duas corridas para o New York Yankees na parte alta da nona entrada e o placar ficou em 9 a 9. Até que Bill Mazeroski foi ao bastão na parte de baixa da nona.

Foi a primeira vez na história que o título da MLB foi definido em um home run. Não à toa, a ESPN elegeu esse lance como o maior home run da história.