Hasaan Hawthorne nasceu sem as duas tíbias. Não havia muita saída, e, aos 2 anos, o garoto do Alabama já tinha as duas pernas amputadas na altura do joelho. Para se locomover seus pais compraram um andador. Para que? Aos três anos, Hawthorne desistiu de usar o aparelho. Só servia para atrapalhá-lo. Melhor andar com o que restava de suas pernas, os “nós”, como ele mesmo chama.

O garoto sempre pareceu mais forte que as limitações que seu corpo lhe impõe. Ele deixou para trás as dificuldades e tenta levar sua vida como a de qualquer adolescente de sua idade. Próteses especiais permitem que caminhe no dia a dia, mas isso não bastava. Hasaan se inscreveu na equipe de luta olímpica (estilo livre) de sua escola, Pelham. Neste fim de semana, ele se sagrou campeão estadual.

Hasaan já havia sido terceiro colocado em 2015. Nesta temporada, ele foi perfeito: venceu as 37 lutas realizadas, em uma trajetória concluída com uma vitória de virada sobre Landon Thompson. Confira alguns dos momentos do combate abaixo:

O novo campeão mostra grande capacidade de se movimentar, mesmo com as óbvias limitações físicas. Com isso, ele aproveita os braços mais longos que o do oponente para se impor. Uma habilidade impressionante, e que talvez não termine nesse título estadual. Logo após a decisão, Hasaan disse que pretende disputar torneios nacionais de ensino médio e, se possível, conseguir uma bolsa de estudos para competir no nível universitário.


  • .Jøãø Mär¢øs

    Sensacional a história! Não se deixou abater por uma deficiência ! E muitos deixam de tentar as coisas por muito menos! Mais um exemplo de vida !