Você já deve ter ouvido muito a expressão “jogador de videogame” e “essa jogada só acontece nos games”. Só que Stephen Curry ultrapassou esse nível de mitagem. O pessoal do jogo NBA 2K, maior simulador de basquete que existe, ainda não têm a resposta para colocá-lo da melhor maneira na próxima versão.

VEJA TAMBÉM: NBA 2K16 mostra que é possível evoluir muito em apenas um ano

Maior candidato a vencer o MVP, Curry está com médias excelentes de 29,8 pontos por jogo, 45,5% nos arremessos de três pontos e 6,6 assistências. Além de ótimos números, o armador é capaz de fazer jogadas que, atualmente, só ele consegue. Não há marcação boa contra ele no perímetro, e todo jogo é uma confirmação disso.

Só que o NBA 2K, que é baseado muito no realismo e na simulação, tende a dificultar bastante quem tenta arremessar desequilibrado e com a marcação em cima. Cair o aproveitamento nesses chutes força o jogador a praticar um basquete mais coletivo, baseado em passes e infiltrações. Assim funciona para a liga inteira, pois é bem difícil até para os atletas da NBA arremessar com a mão na cara. Mas a realidade não é a mesma para Curry.

Apesar de ser o melhor arremessador de três no jogo em termos de gráfico, a ESPN pediu para a 2K para simular 50 temporadas em 2015/16 no game para ver se isso coincidiria com o que o armador tem feito nesta campanha. Só que a maioria dessas simulações resultaram em médias piores do que as atuais dele.

Mike Wang, diretor do jogo, confessou que ainda não sabe como colocar o Curry da vida real no videogame. “Honestamente, ainda estamos tentando arrumar um jeito de fazer isso acontecer. Estamos tentando colocar essa capacidade dele de acertar arremessos improváveis e encorajar os jogadores a tal.”

O que Curry faz é tão surreal que leva a uma situação atípica. Mas por mais imparável que ele seja, o pessoal da 2K precisa tomar cuidado para ele não virar o novo Bo Jackson, de Tecmo Bowl. Por incrível que pareça, no fim das contas, Curry também é humano.


  • cefalorraquidiano

    os movimentos do basquete, jogadas, etc. Sempre tiveram dificuldades de serem reproduzidos nos games… mas mesmo assim não é exagero os caras falarem isso hahahah

  • Flavio Batista

    Enquanto isso no Fifa, acontece o contrario: jogadores excelentes na vida real, fazendo coisas absurdas no game e desequilibrando o jogo, fazendo com q so se jogue com Real, Barça e Bayern.