O Golden State Warriors segue fazendo história. Na vitória diante do Atlanta Hawks nesta segunda, o time se tornou o mais rápida da história a atingir a marca das 50 vitórias na temporada regular. Ainda faltam mais dois meses para chegar os playoffs e eles já atingiram esse feito que é um marco para qualquer um. Isso ajuda a aumentar ainda mais o otimismo para os californianos quebrarem o recorde de 72 triunfos do Chicago Bulls, conquistado em 1995/96.

VEJA TAMBÉM: Duas mãos na cara, um passo atrás da linha e cesta de três. Mais um dia na vida de Curry

Mais da metade da temporada regular já foi completada e com 32 jogos restantes, os Warriors podem perder até no máximo quatro partidas para quebrar o recorde dos Bulls. Tendo em conta de que eles perderam apenas cinco vezes até agora, a média sugere que precisaria mais meia centena de partidas para eles chegarem a essa marca de derrotas acima da equipe de Michael Jordan.

Golden State caminha a passos largos para conquistar a melhor campanha da liga, e isso pode levar a Steve Kerr, treinador da equipe, a talvez tirar um pouco o ritmo nas últimas semanas da temporada. Mas olhando a tabela até o fim, há um motivo que anima bem.

Os Warriors jogaram apenas 24 vezes em casa nesta temporada, uma das menores marcas da liga. Até agora, não perderam sequer nenhuma partida no Oracle Arena. Das partidas restantes, 17 serão em Oakland. Assumindo a chance real de que eles permaneçam invictos nos seus domínios, só isso colocaria o time com 67 triunfos – cinco a menos que a campanha final dos Bulls.

Entre os jogos considerados bem complicados, há alguns na lista, como Oklahoma City Thunder (fora), San Antonio Spurs (três vezes), Los Angeles Clippers, Utah Jazz (fora) e Memphis Grizzlies (duas vezes). No entanto, os Warriors não perderam nenhum jogo para esses times nesta temporada e nenhum é favorito contra a turma de Stephen Curry.

Contando com um time livre de lesões importantes até o fim da temporada, e as chances são boas de Golden State quebrar o recorde dos Bulls. Talento para isso não falta, e quase 2/3 da campanha mostram que não dá para duvidar nada desse time. Agora é esperar para ver se o otimismo se concretizará em pelo menos 73 vitórias.


  • Tiago Cardoso

    O que precisa ser discutido não é a capacidade do Golden State, mas o nível de dificuldade da Liga hoje e da Liga nos tempos do Chicago.

    Quando seria mais fácil, mesmo com um time espetacular, ter 72-10?

    Nos tempos atuais ou nos tempos do Bulls de Jordan?